Seja bem-vindo(a) ao meu lar.


Tão quão é
12/01/2012, 2:01
Filed under: Geral, Letras

você é tão doce que faz ser doce pensar no quão doce você é
tão doce que faz ser doce pensar
no quão doce você é tão doce que faz ser doce
pensar no quão doce você é…

você é tão quente que faz ser quente pensar no quão quente você é
tão quente que faz ser quente pensar
no quão quente você é tão quente que faz ser quente
pensar no quão quente você é…

você é tão paz que faz ser paz pensar no quão paz você é
tão paz que faz ser paz pensar
no quão paz você é tão paz que faz ser paz
pensar no quão paz você é…

você é tão amor que faz ser amor pensar no quão amor você é
tão amor que faz ser amor pensar
no quão amor você é tão amor que faz ser amor
pensar no quão amor você é…

Anúncios


Ano novo
02/01/2012, 9:52
Filed under: Geral

Então hoje, dia 2, enfim começa o ano. Como a maiorias das promessas, numa segunda-feira. Dieta, academia, estudo, trabalho ou qualquer atividade que você repugna e almeja, mas não começaria no meio da semana programada. E como um presente mal embrulhado o dia começa cinzento, molhado, cedo e ao mesmo tempo atrasado. A promessa que estou trazendo para essa segunda é a mesma que carregarei para todos os dias desse ano. Não programar promessas. Farei o quero a partir do que posso, no primeiro segundo possível, de maneira zelosa comigo e com o universo que surge ao meu redor.

Para mim e para todos, como a minha extensão, eu desejo. Falemos a verdade de maneira sensível e respeitosa. E que mintamos dessa mesma forma. Desejo que amemos nós mesmos como somos capazes de amar o outro. Tenhamos a certeza de que a maior quantidade dos nossos machucados são feitos por nós, sozinhos, e só nós mesmos temos o composto fundamental para colar nossas partes. Desejo todas as boas máximas. “Sexo… e rock’n’roll”, “paz e amor”, etc. E desejo, sobretudo que avistemos o limite e não ousemos atravessar. Não só estejamos mas sejamos ainda mais felizes nesse ano.