Seja bem-vindo(a) ao meu lar.


Eu minto
30/03/2012, 14:10
Filed under: Letras

O que nos torna tão reais é o que nos faz desiguais
Sem pensar, somos quais?
A gente tanto se mistura que um só corte fere os dois
Sem pensar, somos um
Estou pronto para não tentar mais
Só acredito nisso quando digo
Estou pensando em não dizer mais nada disso
Eu quero só ficar só mas não me acostumo comigo
A minha presença me incomoda, eu minto

Cada vez mais desacredito em todas as formas tolas de apego
E isso mina a minha graça e o meu sossego
Sou esse só quando ferido e sou tão tolo quanto o meu apego
Porque sou amor e sou medo
Não estou pronto para secar mais
E só espero que nunca esteja
Só espero que nunca seja
Eu quero só ficar só mas não me acostumo comigo
A minha presença me incomoda, eu minto

Pra si mesmo todos mentem para mentir pra outro alguém
Pra manter-se seguro
Um ato falho desaba o que uma mentira mantém
Eu não te amo
É cômodo não dizer isso
Como não dizer isso?
Eu te amo
É cômodo não dizer isso
Como não dizer isso?

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: